quinta-feira, 6 de novembro de 2008

»Telhados de vidro«

Esta coisa de sermos fiéis a determinados princípios dá que pensar...
Extrapolar esses mesmos príncipios dá um certo gozo :)
Calma! [...] Não estou a pensar em nada que ponha em causa o bem da humanidade...
Penso em coisas que nos fazem felizes e que temos a ousadia de pensar, mas pouca coragem (haja coragem eh eh ehe eh) :) para as fazer...

Mas isto sou só eu que penso... :) Eu e os meus botões :)

Acho que de repente fiquei com menos princípios... lol :P Mas estou a adorar :)
Só por isso já valeu a pena... :)


Com um abraço, Marisa

PS: caRpE DiEm :)

3 comentários:

celso disse...

Ninguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar porem,se o desejo escraviza o pensamento a verdade foge de imediato pela janela mais próxima. Quando as pessoas abandonam sua natureza essencial pra seguir seus desejos, suas ações nunca são corretas.

Marisa disse...

Mas não valerá a pena Mr. Celso? Quando se trata daquilo que nos faz feliz? Aceito correr esse risco, porque niguém o fará por mim.Apenas eu ficarei feliz, ou triste... mas isso nunca se sabe.
Portanto *Carpe Diem*

celso disse...

A felicidade é momentanea...
Faz-se de pequenos momentos,alguns que jamaais serão esquecidos,porem se esquecemos o que somos por esses momentos podemos perdermo-nos...
Poucos tiveram a coragem de lutar contra tudo e todos como eu já o fiz,fui feliz por muitos momentos,mas acabou...
Nem por isso abdiquei dos meus principios,nem perdi a vontade de lutar...
Aliás e tu sabes bem,que hoje mesmo luto por um AMOR quase impossivel...